Imatge de l'autor
6 obres 748 Membres 26 Ressenyes

Sobre l'autor

Obres de Andy Greenberg

Etiquetat

Coneixement comú

Data de naixement
20th Century
Gènere
male
Nacionalitat
USA

Membres

Ressenyes

Not as good as the reviews, but still very interesting. I learned alot about cryptocurrency and the blockchain. The one thing that surprised me more than anything was the level of cooperation between agencies and other persons trying to track down criminals through their efforts at de-anonymizing the blockchain. The section on sexual abuse of children was hard to read, though.
½
 
Marcat
AliceAnna | Hi ha 5 ressenyes més | May 7, 2024 |
Andy Greenberg’s Tracers in the Dark once again shows us the value of independent journalism in a vastly changing world.

It can’t have escaped Greenberg’s attention that his stories of cybercrime and law enforcement predates the golden age of large language models, also known as but not confined to generative AI.

Law enforcement and the criminals will undoubtedly use AI in new attempts to foul and/or secure privacy of crypto transactions.

This book is further proof to me that the fall of the Putin and N. Korean regimes cannot come fast enough, as they are harbouring and in too many cases hosting cybercrime crime on a massive scale.… (més)
 
Marcat
MylesKesten | Hi ha 5 ressenyes més | Jan 23, 2024 |
“Como as melhores escritas do gênero true crime (itálico), a narrativa de Greenberg é perversamente divertida e aterrorizante.” ― The New York Review of Books Este livro conta a história do Sandworm, o exemplo mais claro, até então, de agentes desonestos avançando na distopia da ciberguerra. A obra acompanha o trabalho de anos de detetives rastreando esses hackers ― enquanto as impressões digitais do Sandworm apareciam em um cenário de desastre digital atrás do outro ― para identificá-los e localizá-los, além de chamar a atenção para o perigo que o grupo representava, na expectativa desesperada de impedi-los. Mas Sandworm não é apenas sobre um único grupo hacker, ou mesmo sobre a ampla ameaça da vontade irresponsável da Rússia de promover essa nova forma de ciberguerra ao redor do mundo. É a história de uma grande corrida armamentista global que continua até hoje. A história real do ciberataque mais devastador da história “A obra explica, em detalhes arrepiantes, como as guerras futuras serão travadas no ciberespaço e defende o argumento de que fizemos pouco, até agora, para preveni-las.” ― The Washington Post (itálico) Em 2014, o mundo testemunhou o início de uma misteriosa série de ciberataques. Mirando empresas de utilidades públicas norte-americanas, a OTAN e as redes elétricas no Leste Europeu, os ataques ficavam cada vez mais ousados. Eles culminaram no verão de 2017, quando o malware conhecido como NotPetya foi liberado, penetrando, rompendo e paralisando algumas das maiores empresas do mundo ― desde fabricantes de medicamentos e desenvolvedores de software até empresas de transporte de remessas. O NotPetya se espalhou pelo mundo, causando US$10 bilhões em prejuízo ― o ciberataque mais amplo e destrutivo que o mundo já tinha visto. Os hackers por trás desses ataques estão ganhando a reputação de equipe mais perigosa de ciberguerreiros da história: um grupo conhecido como Sandworm. Eles representam uma força persistente e de alta qualificação, cujos talentos só não superam a disposição em lançar grandes e irrestritos ataques à infraestrutura mais crítica de seus adversários. Eles miram setores privados e do governo, tanto militares quanto civis. Este livro revela como os limites entre o conflito digital e físico, e entre tempo de guerra e tempo de paz, começaram a ficar mais obscuros ― com consequências que reverberam no mundo inteiro.… (més)
 
Marcat
Twerp1231 | Hi ha 12 ressenyes més | Oct 8, 2023 |
The author is an investigative journalist for Wired and this is a frightening history of recent hacking attacks on civilian infrastructure, mostly in Ukraine but also worldwide in at least one case, and mostly coming from the GRU in Russia. The absence of any substantive response from our government and marginal interest in the media have left a knowledge gap that the author deftly fills for us. The story builds like a mystery novel as the author interviews experts all over the world and even travels to Moscow to look at the building where the Sandworm hackers work. We might consider having some cash on hand for when the ATMs go down, and think about putting some important things on paper for when your back-up in the cloud is encrypted and there is no key. The hospital where I worked computerized their laboratory in the 1980s, and they discarded any manual backup system a few years later.… (més)
 
Marcat
markm2315 | Hi ha 12 ressenyes més | Jul 1, 2023 |

Llistes

Premis

Potser també t'agrada

Estadístiques

Obres
6
Membres
748
Popularitat
#33,983
Valoració
4.1
Ressenyes
26
ISBN
22
Llengües
2

Gràfics i taules